E.T.

Desfile de moda inclusiva em um dos belíssimos espaços do Museu da Casa Brasileira, em São Paulo. Nos camarins, crianças, jovens e jovens senhoras, todas modelos lindas, felizes, olhos brilhando de ansiedade, já maquiadas, ao lado de familiares, estilistas e araras cheias de roupas coloridas, bacanas e modernas, com detalhes de pedrarias formando pequenas inscrições em braille, tecidos macios e confortáveis para cadeirantes, peças fáceis de abrir e fechar, sem botões. Eu havia acabado de levantar os últimos dados do desfile e estava saindo para um corredor, quando vi uma moça alta e bem vestida andando de um lado para o outro e falando alto ao celular, com sotaque do interior: “…Não… Não tem nada disso não, Sandra. Aqui é tudo meio que normal, todo mundo igual a gente. Nada a ver o que você pensou”. O que será que você pensou, hein, Sandra?

outrosolhares@terra.com.br

@outrosolharesAD

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s