Locução específica para cegos (existe?)

Em 2004, quando comecei a gravar audiolivros para pessoas com deficiência visual de uma instituição em São Paulo, recebi a orientação de que fosse uma locução “neutra, sem interpretação”, supostamente preferida pelos cegos para que eles mesmos fizessem sua própria interpretação, construindo imagens mentais a partir do que ouviam, como faz quem enxerga e lê um livro. Todos seguíamos esta regra, era assim e pronto. O padrão havia sido estabelecido pelos dois narradores que, durante anos, os cegos tiveram o imenso privilégio de ouvir: Carlos Campanille e Drausio de Oliveira, dois dos maiores dubladores do país, que marcaram para sempre a infância e a adolescência de quem tem hoje mais de trinta anos, nas vozes de alguns dos inesquecíveis personagens de seriados como Perdidos no Espaço, Túnel do Tempo, Terra de Gigantes. Ainda são os melhores locutores de audiolivros que já ouvi! Eu ia pensando sobre essa “neutralidade” toda ao mesmo tempo em que um dos locutores da equipe, o Marcelo Sanches, também dublador, ia começando a dar vida aos personagens dos livros, com diálogos cheios de interpretação e algumas vozes caricatas. E… começou a receber elogios, muitos cegos adoravam essa locução! Depois de uma reunião com a coordenação do setor no início de 2009, duas conclusões liberaram a equipe de locutores da “neutralidade” para sempre: a primeira foi um simples esclarecimento sobre alguns termos que eram utilizados de forma equivocada. Os audiolivros do Campanille e do Drausio sempre estiveram longe de qualquer “neutralidade”; são carregados de emoção, de interpretação, a gente sente e vê a história como se fosse um filme, o que acontece é que a leitura é linear. A segunda, é que essa também não é a questão: na verdade, todo mundo, cego ou não, gosta mesmo é de um bom contador de histórias, seja em uma leitura linear, seja “carregando” nas emoções ou criando as vozes dos personagens. Cegos não são todos iguais e têm preferências por esta ou aquela leitura, por este ou aquele locutor, igualzinho a quem enxerga. Simples assim.

outrosolhares@terra.com.br

@outrosolharesAD

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s