Haja coração…

“Atenção, voluntários: se alguém se perder, é só seguir o coração!”, gritava o Zé Vicente do Amigos pra Valer em plena avenida Paulista, à frente de um grupo de mais de quarenta cegos, que participavam de mais um tour com audiodescrição em equipamento móvel pelas atrações de lazer e cultura da cidade: desta vez, o Natal Iluminado, passeio pelos principais pontos turísticos de decoração natalina, já em sua quinta edição. Estávamos eu pela primeira vez, Lívia Motta em todas e a filha, Aline, pra dar uma força.

Era um domingo deste mês e mal conseguíamos andar de tanta gente nas calçadas, a Márcia abrindo caminho e pedindo aos motoristas parados nos faróis que esperassem a turma toda atravessar, com um gorro de Papai Noel e segurando o grande balão de gás vermelho e brilhante em forma de coração, com desenho de olhos e boca sorridente em preto e braços abertos, símbolo do grupo. Ao ajudar todo mundo a atravessar as ruas, ela ainda contou depois que foi xingada por alguns motoristas impacientes com a demora e eu fiquei me perguntando por que é que alguém que se enfia no meio de um bururu desses, com um trânsito quase parando pra todo mundo ver a decoração, ainda acha que ter pressa vai resolver alguma coisa.

Já havíamos passado pelo presépio articulado e em tamanho real na sede da Prefeitura, onde alguns cegos ficaram bastante comovidos com a audiodescrição de Maria, usando um longo manto azul, sentada, balançando suavemente Jesus no colo. Um casal de ciclistas de meia idade parou para observar todo mundo com os fones de ouvido e perguntaram o que era aquilo, fui explicando enquanto iam arregalando os olhos e sorrindo: “Mas que coisa incrível essa audiodescrição! Tão simples e tão útil, como é que nunca teve?” Pois é.

Na Paulista, ainda dentro do ônibus, o Mário, dono de um afinado vozeirão, puxava todo mundo pra cantar e bater palmas e só parou pra falamos das árvores sintéticas de quatro metros de altura, espalhadas ao longo de todo o canteiro central, os galhos formados por muitas e muitas lâmpadas coloridas de LED. Ao descermos, o equipamento para audiodescrição não funcionou, por conta da interferência das antenas de transmissão de rádios e TV. O jeito foi usar um microfone convencional mesmo, com um alto-falante portátil que carreguei a tiracolo (“Que mico!”, gargalharam alguns conhecidos depois), enquanto ia gritando: “NA PASSARELA SOBRE A AVENIDA, TRÊS PAPAIS NOÉIS MÚSICOS DE DEZ METROS DE ALTURA CADA UM, O DO MEIO SENTADO NA BORDA COM AS PERNAS PARA FORA, TOCANDO SAXOFONE, OS OUTROS DOIS DE PÉ, O DA ESQUERDA TOCANDO…” O povo parava para olhar, alguns espantados, outros curiosos, a maioria sorrindo. Uma senhora segurou meu braço e disparou: “Deus que ajude eles, né, minha filha?” Eu: “E que ajude a senhora e a mim também”. Ela levantou as sobrancelhas: “Eu não preciso dessa ajuda, e acho que você também não”. Finalizei: “Nem eles!” e fui andando.

Do outro lado da Paulista, uma agência bancária foi decorada com um Papai Noel tocando órgão ao lado de doze ursinhos cantores, todos com movimentos, cantando com um coral de verdade atrás, enquanto pequenos flocos brancos imitando neve caíam do telhado sobre quem assistia. Nosso grupo sorria, mais uma vez comovido, passando a mão pelos cabelos e roupas. Um rapaz com uma moça ao lado não parava de olhar pra nós. Um tempo depois, resolveu se aproximar: “De onde vocês são?” Expliquei que o Amigos pra Valer traz para estes passeios pessoas cegas que não saem de casa ou vão, no máximo, às instituições. Ele ficou entusiasmado: “Minha avó! Ficou cega e não quer mais sair, chamamos pra vir pra cá e ela recusou, disse que fica constrangida, quem sabe agora começa a se divertir um pouco”…

Tudo era festa. Agora, uma parada pra comprar pipoca e uma entrada demorada no Conjunto Nacional, lotado, para ir ao banheiro. O Zé Vicente não se conformava: “Não vai dar tempo, minha gente! Pagamos mais caro pra ter um ônibus com banheiro e vai todo mundo na rua? Ano que vem, fraldão geriátrico geral!”, ria.

Reunidos de novo, lá fomos nós para a próxima atração, o coração-guia na frente. No ônibus, mais músicas, piadas, alegria. O Zé, criador do grupo, determinado que só, desceria mesmo que chovesse: “Pra isso tem capa e guarda-chuva, é ou não é?” Nem diante do trânsito gigantesco nas proximidades do Parque do Ibirapuera pensou em desistir: “Nem pensar, uma hora a gente chega! O que que é isso, é uma vez por ano, já estamos aqui mesmo!”

E então, no lago do parque, o emocionante espetáculo das águas dançantes, um balé de 24 jatos d’água de até quinze metros de altura, um ao lado do outro, mudando de cores e tamanhos, formando semicírculos que se cruzavam entre si e, às vezes, viravam uma cortina de água transparente onde eram projetadas imagens coloridas de pessoas, estrelas, corações, ao som de músicas eruditas ou populares, até o grande final: no entorno escuro do lago apareceu, de repente, uma extensa fileira de árvores completamente iluminadas por milhares de lâmpadas azuladas e, entre elas, no centro, a inscrição: FELIZ NATAL. Terminei de falar. Nosso grupo em silêncio, o coração flutuando no ar, devagar, para um lado e para o outro na noite muito azul e o Zé Vicente ali, a poucos passos de mim. Imóvel, de perfil, apertando a mochila preta e a bengala junto ao peito, rosto vermelho, olhos molhados. Como os meus.

O blog Outros Olhares deseja a você, leitor, um Feliz Natal e um 2013 mais inclusivo, já comemorando as vitórias dos audiodescritores brasileiros em um belíssimo encontro em Juiz de Fora, do qual saímos mais fortalecidos, mais determinados e com duas boas notícias: os primeiros passos da regulamentação da profissão e a parceria entre a Universidade Federal de Juiz de Fora e uma universidade da Espanha, na criação de um curso de pós-graduação à distância em audiodescrição, no segundo semestre de 2013. Ainda há muito a fazer mas, a julgar pela garra e coragem de gente tão talentosa e bacana, mais obstáculos serão superados, mais conquistas virão e bem antes do que imaginamos. Um abraço especial e grato, de coração, aos organizadores Lívia Motta, Paulo Romeu e Eliana Ferreira. E muitos outros a todos que trouxeram seus conhecimentos, propostas e reflexões e aos que estavam lá somente para assistir.

outrosolhares@terra.com.br

@outrosolharesAD

Anúncios

14 Respostas para “Haja coração…

  1. LÚCIA MINHA FLOR, VAMOS VER SE ESSE MEU E-MAIL VOCÊ PUBLICA, NÃO VOU FALAR BESTEIRA, SÓ ESCREVO PARA DIZER QUE EU E MEUS AMIGOS OUVIMOS VOCÊ NA AUDIODESCRIÇÃO DO EVENTO AQUI PERTO EM JUIZ DE FORA, SUA VOZ HIPNOTIZA, A GENTE QUE É HOMEM NÃO PRESTA ATENÇÃO EM MAIS NADA, PODE USAR COMO INSTRUMENTO PARA ARRANCAR CONFISSÃO, PÕE VOCÊ FALANDO E O CARA FALA QUALQUER COISA QUE QUISEREM. SOU SEU FÃ NÚMERO UM E CONTINUO ESPERANDO AUDIODESCRIÇÃO DELIVERY. FELIZ NATAL, FELIZ 2013, GOSTEI DESSES AMIGOS AÍ, SE MORASSE EM SÃO PAULO IA EM TUDO, DESDE QUE VOCÊ FOSSE FALANDO. PUBLICA ESSE, POR FAVOR!
    VANDERLEI

  2. QUE BELO TEXTO, QUE MISTURA BOA DE HUMOR E SENSIBILIDADE, LEVANDO ÀS PESSOAS O COTIDIANO DA AUDIODESCRIÇÃO! ESTE BLOG FOI DAS BOAS SURPRESAS DO ANO PARA O MEIO DA DEFICIÊNCIA VISUAL. QUE CONTINUE ASSIM. FELIZ NATAL E UM ANO NOVO CHEIO DE NOVAS HISTÓRIAS PARA NÓS E MAIS E MAIS EVENTOS BRINDANDO-NOS COM ESTA VOZ ABSOLUTAMENTE ENCANTADORA.

  3. Boa tarde, Lucia

    Que delícia ler seus textos, é como se você esivesse conversando mesmo, que bom aprender como se faz audiodescrição, nunca imaginei que pudesse ser feita desta maneira. Acompanho o blog desde o início, saboreando cada nova história, rindo e me emocionando tantas vezes! Bom final de ano, cheio de paz e alegria, e que venham mais posts incríveis como este em 2013!

  4. Lucia, parabéns mais uma vez!

    Seu blog marcou meu ano, quero desejar-lhe um ótimo Natal e um Ano Novo de muita luz e muitas realizações na audiodescrição, para que cresça cada vez mais. Um beijo!

  5. Obrigada, Vanderlei (rs)…
    Feliz Natal e um grande Ano Novo,que você continue com todo esse humor, toda essa alegria e energia!!!

  6. J.C., agradeço de coração a leitura de cada post e cada comentário tão gentil desde o começo do blog. Feliz Natal, Feliz ano Novo, um abraço carinhoso!

  7. É, Teresa, com o equipamento móvel a audiodescrição é feita em qualquer lugar! Muito obrigada pela companhia durante o ano todo, com tantas mensagens incentivadoras! Bom final de ano para você também, um grande abraço!

  8. Gostei da metáfora, de seguir o coração quando se está perdido. E encontrar apoio e acolhimento em amigos que incluem. Lá está o grande coração guiando e aproximando pessoas, com generosidade e afeto. Parabéns, Amigos pra Valer. Não conhecia este lindo trabalho que o texto retrata com leveza e emoção. Aosamigos e ao blog, um Feliz Natal.

  9. Zé Vicente disse,

    Olá Amigos! Queremos dizer que ficamos felizes por mais este encontro e queremos agradecer a participação de todos não citando nomes, pois cada um foi um tijolinho para que houvesse a construção deste dia de alegria encerrando mais um ano e comemorando nosso quarto aniversário com muitas realizações. O nosso muito obrigado e um feliz natal aos presentes e também aos que não puderam estar juntos, nós amamos todos vocês! Amigos pra valer aquele abraço!

  10. Que texto sensacional, parece que ao ler eu estaba lá presente partilhando de toda a felicidade daquelas pessoas. Foi um prazer ter conhecido uma audiodescritora e escritora tão incrível como você lá em Juiz de Fora. Parábens pelo texto!!
    E que todos nós audiodescritores – inclusive os audiodescritores cunsultores – tenhamos um 2013 de muita AD e repleto de felicidades para todos nós!!!
    Abraços
    Felipe Mianes

  11. Felipe, o prazer foi meu em ter conhecido pessoalmente não só você, como Mimi Aragón e Márcia Cáspary, trio que eu já acompanhava e passei a admirar ainda mais. Feliz Ano Novo a vocês e obrigada por passar por aqui, “colega” blogueiro!

  12. lucia maria, vou repetir em voz alta: SOU TUA FÃ, colega querida e generosa! baita presente poder reconhecer em ti, olho no olho, essa lucidez, leveza, afeto e talento sempre tão presentes no teu texto. um ano lotado de saúde, felicidade e sucesso pra ti e pra todo mundo que mora no teu coração. e que a gente possa se reunir e rir e trocar muito mais vezes daqui pra frente! beijão da mimi.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s