O hóspede

Glaico é pousadeiro em uma cidadezinha montanhosa em São Paulo, perto da divisa com o Estado de Minas Gerais. Mistura de Paulinho da Viola e Gilberto Gil, é aquele cara que todo mundo considera gente boa, para quem não tem tempo quente, de riso fácil e sossegado que só. Ele conta que, não faz dois anos, recebeu ligação de um casal que estava indo passar uns dias na pousada com a filhinha de apenas dois meses. No dia da chegada, lá estava ele no escritório da sede quando ouviu um: "Bom dia"! Levantou-se  e saiu para receber os hóspedes e foi aí que teve a surpresa. "Ih, caramba, o cara é cego!", pensou, preocupado. Nunca havia tido hóspedes com qualquer tipo de deficiência. "E agora, como é que vai ser? A pousada não tem estrutura pra isso, não"…, pensava, já olhando o alto deck de madeira que contorna o salão todo envidraçado e imaginando um desastre qualquer, enquanto cumprimentava o Guilherme e a mulher, com a quase recém-nascida bebê no carrinho.

A pousada fica em uma fazenda a seis quilômetros da cidade. Com exceção dos caminhos feitos de pedras que levam da sede aos chalés, a uma boa distância, ou aos quartos dentro de um antigo estábulo adaptado, o restante são a estrada e estreitas trilhas em chão de terra, passando pela descida por rochas escorregadias até as cachoeiras, as montanhas e o mato mesmo. "Ih, caramba…", repetia o Glaico. Então vieram mais surpresas. Começou que o Guilherme reconheceu todo o salão e rapidinho já se movimentava sem ajuda entre os sofás, as almofadas no chão, os instrumentos musicais perto das paredes. E pelo deck. "Andava sozinho pra cima e pra baixo, fiquei bobo de ver", contou o Glaico. E continuou: "E na cachoeira? Levei ele até lá e ia duro feito uma tábua". Comentei que era natural um certo receio, o terreno era acidentado, descida e tudo, mas ele riu e interrompeu: "Não! Quem ia duro feito uma tábua era eu, com medo de que acontecesse qualquer coisa. Ele ia atrás de mim, com a mão no meu ombro, seguro, relaxado e conversando…" Nas trilhas, então, era o Guilherme quem empurrava o carrinho da bebê, orientado pela mulher, atrás dos dois. O Glaico conta como foi: "Ela ia só no comando, direita, esquerda, agora vai reto, fica no meio, isso!"

Uma hora o Glaico estava no escritório e ouviu o Guilherme entrar e chamá-lo do salão: "Glaico! A sua cachorra está por aqui. Vou tropeçar nela!" O Glaico, na frente do computador, respondeu do escritório mesmo: "Tá nada, pode andar tranquilo, ela não entra na sede nunca". Ele insistiu: a cachorra estava lá sim, tinha certeza, estava sentindo o cheiro, ele que viesse ver, não ia arriscar e pisar nela. Então o Glaico se levantou, entrou no salão, viu o Guilherme parado perto da porta e a Sheela, uma enorme fêmea de pastor alemão, acabando de sair sorrateiramente pela outra. E pertinho do Guilherme, no lugar em que ela havia ficado deitada durante um bom tempo, o chão ainda estava quente… Não demorou muito tempo e o Glaico já nem reparava que o Guilherme era cego. Agora já sabe um pouco sobre acessibilidade e, dentro dela, sobre audiodescrição. Sabe também que cego pode viajar, andar em trilha, entrar na cachoeira e  fazer mais um monte de coisas. Só não pode é enxergar.  Eu é que ainda fico na dúvida quanto a essas histórias do superolfato dos cegos e estou achando que o que a Sheela estava precisando mesmo era de um bom banho…

outrosolhares@terra.com.br

@outrosolharesAD

Anúncios

4 Respostas para “O hóspede

  1. QUE SAUDADES DOS POSTS, VOCÊ ACABOU DE POSTÁ-LO E EU ACABEI DE LÊ-LO, MAIS UMA HISTÓRIA SIMPLES, BEM CONTADA E TÃO PERTINENTE. QUE CADA VEZ MAIS GLAICOS DESCUBRAM GUILHERMES E DESFAÇAM PRECONCEITOS. UM ABRAÇO.

  2. Boa tarde. Este blog é diferente e interessantíssimo, gostei demais da forma de narração das histórias em um tema distante do cotidiano de quem enxerga. Um aprendizado, parabéns.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s